Um espaço para compartilhar ideias, momentos, informações, carinhos e emoções!!


sexta-feira, 20 de abril de 2018

BC Sementes diárias: a palavra é ilumine.


Como não lembrar da oração do Santo Anjo ensinada pelos pais aos pequenos? Lindo de ver e ouvir aquelas mãozinhas postas, o sinal da cruz feito às avessas e as palavras ditas com a devoção que só um inocente pode demonstrar. Sei que vou passar das sete palavras pedidas na BC mas vale à pena, diz assim:

Santo Anjo do Senhor

Meu zeloso guardador

Sempre me rege, me guarde, me governe, me ilumine.

Amém!

Clicando AQUI poderás ver as demais participações. Clica, vai!

BC Uma imagem-140 caracteres: descuido.


Difícil a imagem de hoje, Mari!
Um barco, a escuridão, ninguém por perto, vamos ver. Que se refere a abandono, não tenho duvida, mas a causa do abandono qual teria sido? Pensei que poderia ser um casal de enamorados planejando um passeio de barco, na noite. Não faria nem de dia muito menos à noite, mas tem gente muito mais corajosa do que eu que veria o lado romântico do passeio em primeiro lugar. Minha participação ficou assim:

Olha no que deu nossa distração, esquecemos de amarrar o barco no cais, a conversa se prolongou, a maré subiu, levou o barco e  nosso sonho.

E os demais participantes como interpretaram a imagem? Veja clicando  AQUI.


sexta-feira, 13 de abril de 2018

BC Uma imagem - 140 caracteres: Muita mágoa!



Dia desses, verificando minha caixa de documentos guardados abarrotada com carnês de lojas, recibos, cartões recebidos, enfim esse tipo de guardados que vamos acumulando ao longo do tempo, pensei em fazer uma varredura do tipo ISO 9000  -  coisas antigas: guardar papelada e ISO 9000. A ideia era justamente rasgar para descartar. 
Temos aqui na UFSM uma especialista em reciclagem e coleta de lixo que apregoa o descarte dos papéis inteiros para facilitar a montagem dos fardos pelos catadores e recicladores. Portanto, nada de rasgar ou amassar papéis, a não ser que seja algo que nos tenha tirado do sério ou uma foto, (a imagem parece ser do verso de uma foto), de um desafeto cuja reação imediata tenha sido a de rasgar e fazer em pedacinhos, é o que me sugere a imagem, portanto:

Nada mais há entre nós, as mágoas são muitas, não te quero ver nem em fotos, farei mil pedaços de cada uma, nada restará da nossa história.

Nossa, a mágoa deve ter sido muito grande mesmo, não acham? Ainda bem que é só uma interpretação, vamos ver as demais? Basta clicar AQUI.

Para amenizar, um bom final de semana a todos daqui de Santa Maria cujo calor deu uma trégua e cai uma chuva mansinha para aliviar a sauna da semana toda. Abraços!


quinta-feira, 12 de abril de 2018

BC Sementes diárias: a palavra é - desfrute.



Kkkkk eu e minhas lembranças!! Pareceu-me ouvir meu pai recomendando a cada saída para uma festa:

_ “Moça de família não se dá ao desfrute! Te comporta!”

 Sempre fui moça comportada, mas ele não deixava de recomendar. Queria que ele ainda estivesse por aqui para me aconselhar. Ssaudade!
Fosse ele vivo hoje estaria com os cabelos em pé para o desfrute a que as moças, quase crianças, se dão não só em festas, mas como em todo e qualquer lugar em que estejam com rapazes ou entre elas mesmas. Bem, moralismo à parte, vamos ao que interessa, minha participação na BC:

Desfrute do dia a dia com parcimônia!

Vamos ver lá no blog da Chica como a palavra foi usada? Basta clicar AQUI.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

BC Uma imagem - 140 caracteres: Utopia?


Imagem que nos remete à reflexão sobre os fatos que têm se sucedido já há algum tempo no nosso país.
Não é de hoje que sabemos que há aqui, e também na grande maioria dos países por este mundo afora, um confronto de ideias entre mais favorecidos e menos favorecidos.
Alguns de nós sonhamos ver igualdade entre os povos. Quando vemos surgir alguém que parece representar esta ideia nos engajamos e defendemos este ideal. Lamentavelmente paira sobre quem assume o poder, em qualquer esfera, um enxame de moscas azuis que os faz abandonar o ideal para usufruir das benesses mesmo que de forma ilícita.
Na minha opinião que sei não ser a da maioria, é o que vem acontecendo no Brasil ao longo dos 518 anos de existência.
Por um tempo vimos ampliadas as oportunidades de acesso à informação, à escolaridade, à alimentação farta, à casa própria e por aí vai uma lista de avanços em direção à igualdade.
Mesmo não agradando a todos parecia que poderíamos caminhar para uma melhor distribuição de renda e, por consequência, uma melhor qualidade de vida. Mas o enxame de moscas azuis insistia em permanecer sobre Brasília e, deu-se o pior
A sucumbência à ganância, ao enriquecimento a qualquer preço e foram- se os ideais, as promessas, as lutas por melhores dias para todos. Imperdoável sob o ponto de vista dos que acreditaram e apostaram num Brasil dos iguais e para aqueles que não compartilhavam da mesma ideia.
Oxalá eu esteja enganada, mas não creio que se fará a varredura prometida.
Então minha interpretação da imagem segue o mesmo raciocínio:
A bandeira em frangalhos é a imagem perfeita para representar a dilapidação das riquezas ambientais e morais.
Rota a bandeira dos que acreditaram na utópica igualdade apregoada por muitos, combatida por outros tantos. O sonho continua. Consertemo-la!

Vamos ver as demais interpretações? Basta clicar AQUI.